Diagnóstico e tratamento

Que exames e consultas de monitorização posso ter?

#

São utilizados diferentes tipos de exames para ajudar a monitorizar o crescimento e a diminuição de tumores no corpo.

À medida que realiza o tratamento, são efetuados exames em intervalos regulares para monitorizar os efeitos do tratamento. Nestes exames, serão analisados os seus pulmões, mas também outras partes do corpo onde o cancro possa ter começado a desenvolver-se.

Pode já ter realizado alguns exames durante o diagnóstico ou se já tiver realizado tratamentos anteriormente,1 mas se for a primeira vez, apresentamos a seguir um resumo com algumas informações básicas sobre os mesmos.

Imagem de uma máquina de TC e exame de TC a apresentar um pulmão saudável
Lado esquerdo: máquina de TC comum; Lado direito: exemplo de uma imagem de exame de TC, a apresentar um pulmão saudável.

O que é e como funciona?

Os exames de TC são obtidos com uma série de raios-X que são utilizados para construir uma imagem 3D do interior do corpo.2 Estes usam uma quantidade pequena de radiação e, como tal, é pouco provável que sejam prejudiciais ao paciente ou a qualquer pessoa que entre em contacto com o mesmo após realizar o exame.2

Antes do exame, pode ser administrada uma injeção de corante no seu corpo para ajudar a ver determinadas áreas de forma mais nítida no exame.3

No que diz respeito à realização do exame propriamente dito, estará deitado numa cama motorizada plana que entrará no orifício da máquina até alcançar a parte do corpo a examinar.3

No interior de um anel que envolve a cama, uma máquina de raio-x roda e recolhe imagens de raio-x do seu corpo.3

Ficará no interior da máquina entre 10 a 20 minutos e estará presente um radiologista numa sala próxima para o ajudar. Este comunicará consigo através de um intercomunicador.3

Após o exame, o radiologista dirá se as imagens obtidas pelo aparelho de exame têm qualidade suficiente para serem utilizadas na avaliação do seu cancro, mas não poderá dar-lhe qualquer resultado.3

O que devo esperar?

  • Ser-lhe-á solicitado que fique o mais quieto possível durante o exame. Por vezes, pode ser-lhe pedido que sustenha a respiração e podem ser utilizadas almofadas ou fitas para ajudar a apoiá-lo em posições específicas3
  • Poderá ouvir um ruído de zumbido à medida que a máquina de raio-x roda no anel à sua volta
  • Ao contrário de outros tipos de máquinas de exame, os aparelhos de exame de TC não são fechados,3 pelo que as pessoas com medo de espaços fechados podem achar estas máquinas mais confortáveis

Imagem de uma máquina de RM e exame de RM a apresentar um abcesso pulmonar
Lado esquerdo: máquina de RM comum; Lado direito: exemplo de uma imagem de exame de RM, a apresentar um abcesso pulmonar.

O que é e como funciona?

Ao contrário de outros exames, a RM utiliza ondas rádio e magnéticas para criar uma imagem detalhada do corpo.4 Os aparelhos de exame de RM são máquinas grandes com um tubo, sendo que o exame é realizado no interior do tubo.

Antes de o exame ser iniciado, pode ser necessário receber uma injeção de corante especial para ajudar a tornar as imagens mais nítidas.4

Em seguida, irá deitar-se numa cama motorizada que o encaminhará lentamente para o interior da máquina até que a parte do corpo a examinar esteja no centro.4 Permanecerá na máquina cerca de 20 a 30 minutos e estará presente um radiologista numa sala próxima para o ajudar e comunicar consigo.4

O que devo esperar?

  • Uma vez que são utilizados ímanes potentes, terá de responder a várias perguntas sobre qualquer metal que tenha no seu corpo. Se tiver determinados tipos de implantes (por exemplo, pacemaker, implantes cocleares, fixações cirúrgicas), pode não ser possível realizar o exame de RM (neste caso, será sugerido outro tipo de exame); também será pedido que retire quaisquer objetos ou joias que tenha consigo4,5
  • Ser-lhe-á pedido que deixe também quaisquer objetos metálicos (por exemplo, moedas, chaves) ou objetos que possam ser danificados pelos ímanes (por exemplo, cartões de crédito com bandas magnéticas) fora da sala4
  • Terá de ficar o mais quieto possível durante o exame; por vezes, poderá ser-lhe pedido que sustenha a respiração4
  • Alguns hospitais permitem que um familiar ou amigo entre na sala para fornecer apoio4, pelo que deve perguntar antecipadamente caso queira fazê-lo; lembre-se de que também serão expostos às ondas magnéticas do aparelho de exame e, por isso, terão de proceder do mesmo modo relativamente a implantes metálicos, joias, etc.
  • À medida que os ímanes na máquina são ativados e desativados, provocam um ruído elevado de batida, o que é perfeitamente normal; serão fornecidos auscultadores ou tampões para os ouvidos para ajudar a diminuir este ruído e o seu hospital até pode permitir que ouça música; pergunte antecipadamente se pode levar um leitor de CD ou outro dispositivo de reprodução de música que gostasse de ouvir4
  • Geralmente, as máquinas de RM são fechadas e algumas pessoas podem considerá-las um pouco claustrofóbicas; o seu radiologista poderá ajudá-lo relativamente a quaisquer preocupações que tenha sobre este assunto e a maioria das máquinas de RM possuem um botão que pode premir no caso de necessitar de falar com o radiologista4

Imagem de um aparelho de PET e exame de PET a apresentar um cancro do pulmão no tórax
Lado esquerdo: máquina de PET comum; Lado direito: exemplo de uma imagem de exame de PET ao tórax, a apresentar um pulmão com cancro.

O que é e como funciona?

Os exames de PET utilizam uma pequena quantidade de radioatividade moderada para ajudar a ver o interior do corpo. Por vezes, estes exames são combinados com um exame de TC ou RM. O exame de TC ou RM ajuda a visualizar o corpo, enquanto o PET ajuda a mostrar partes que estão a utilizar muita energia (por exemplo, um cancro em desenvolvimento).6

Terá de ser injetado um corante especial (por vezes, denominado de "marcador") no seu corpo. Esta é uma solução açucarada de dose baixa que é ligeiramente radioativa.6 Quaisquer áreas do corpo que estejam a utilizar a solução açucarada radioativa rapidamente (por exemplo, um cancro) serão apresentadas no exame, pois o marcador ficará acumulado nesse local.6 O corante necessita de algum tempo para circular pelo corpo. Assim sendo, pode ser-lhe solicitado que descontraia e aguarde durante algum tempo antes de realizar o exame.6

Para realizar o exame propriamente dito, estará deitado numa cama motorizada que o deslocará lentamente para o interior da máquina de exame até que a parte do corpo a examinar esteja no centro.6

Permanecerá na máquina entre 30 a 90 minutos, dependendo da parte do corpo a examinar.7 Poderá falar com o radiologista enquanto se encontra na máquina e terá um alarme que pode premir caso não se sinta bem.6

Após o exame, o radiologista dirá se as imagens obtidas pelo aparelho de exame têm qualidade suficiente para serem utilizadas na avaliação do seu cancro, mas não poderá dar-lhe qualquer resultado.

O que devo esperar?

  • Terá de ficar o mais quieto possível durante o exame6
  • Se estiver a fazer um exame cerebral, não poderá ler enquanto estiver no aparelho de exame;7 isto deve-se ao facto de algumas atividades, como a leitura, poderem fazer com que o cérebro acumule uma grande quantidade da solução açucarada, o que cria um sinal no exame na área cerebral que pode camuflar sinais importantes de tumores cancerígenos
  • Alguns hospitais podem reproduzir música durante o exame; pergunte antecipadamente se o hospital oferece este serviço7
  • Uma vez que o corante fornecido é radioativo, como precaução, deve evitar o contacto próximo prolongado com bebés, crianças pequenas e grávidas durante algum tempo após realizar o exame;6 o radiologista poderá fornecer informações adicionais sobre esta questão
  • Uma vez que os exames de PET são combinados com exames de TC e RM, também poderá ter de prestar atenção a alguns aspetos específicos destes exames: pode obter mais informações nas secções apresentadas acima

Máquina de exame ósseo comum e exemplo de um exame ósseo com pontos pretos a indicarem alterações ósseas
Lado esquerdo: máquina de exame ósseo comum; Lado direito: exemplo de uma imagem de um exame ósseo, a apresentar as alterações ósseas a preto.

O que é e como funciona?

Os exames ósseos são utilizados para encontrar áreas ósseas no corpo que apresentem anormalidades. Este exame é realizado de forma semelhante ao exame de PET, em que um marcador radioativo é injetado no corpo para ajudar a destacar mais facilmente as áreas onde o osso está partido ou a ser reparado (o que pode acontecer com o cancro).8

Pode ter de aguardar algum tempo entre a injeção do marcador no corpo e a realização do exame.8 O exame propriamente dito demora cerca de 30 a 60 minutos8 e o radiologista encontra-se numa sala próxima. Poderá comunicar através de um sistema de intercomunicação.

Após o exame, o radiologista dirá se as imagens obtidas pelo aparelho de exame têm qualidade suficiente para serem utilizadas na avaliação do seu cancro, mas não poderá dar-lhe qualquer resultado.

O que devo esperar?

  • Terá de ficar o mais quieto possível durante o exame8
  • Uma vez que o corante fornecido é radioativo, como precaução, deve evitar o contacto próximo prolongado com bebés, crianças pequenas e grávidas durante algum tempo após realizar o exame; o radiologista poderá fornecer informações adicionais sobre esta questão8
  • A máquina pode ser fechada, o que algumas pessoas podem considerar claustrofóbico; o seu radiologista pode ajudá-lo a manter a calma quando se sentir mais agitado8

Imagem de uma mulher a realizar uma ecografia e exemplo de uma ecografia abdominal
Lado esquerdo: exemplo de uma ecografia a ser realizada; Lado direito: exemplo de uma imagem de ecografia abdominal, a apresentar um tumor no fígado.

O que é e como funciona?

Os aparelhos de ecografia utilizam ondas acústicas de alta frequência para ver o interior do corpo.9 Existem dois tipos de teste de ultrassons:

Ecografia externa:9

O técnico de sonografia (técnico que realiza o teste) pressiona uma sonda especial contra o corpo. Esta emite um som de frequência extremamente elevada que os humanos não conseguem ouvir. No interior do corpo, as ondas acústicas refletem nos órgãos e noutras estruturas. São então recolhidas por um microfone na sonda e convertidas em imagem.

Ecografia endoscópica (interna):10

Esta funciona da mesma forma que uma ecografia abdominal. No entanto, em vez de ser pressionada no abdómen, a sonda pode ser inserida na garganta ou no ânus. Este tipo de ecografia é utilizado quando é difícil obter uma imagem de determinadas partes do corpo com uma sonda externa normal. Por vezes, esta sonda pode ser desconfortável e o hospital pode oferecer um sedativo opcional.

Necessita de mais apoio?

Muitas pessoas consideram angustiante a ideia de fazer exames e saber os resultados. Este sentimento é, por vezes, denominado de "scanxiety" (ansiedade relacionada com os exames).

Obtenha mais informações sobre como lidar com esta ansiedade no nosso guia para lidar com a ansiedade e compreender os resultados.    

ALKCinase do linfoma anaplásico
TCTomografia computorizada
RMRessonância magnética
CPNPCCarcinoma pulmonar de não pequenas células
PETTomografia por emissão de positrões

  1. National Comprehensive Cancer Network (NCCN). NCCN Clinical Practice Guideline in Oncology: Non-Small Cell Lung Cancer, Version 2.2019. 2018.
  2. Macmillan Cancer Support. CT scan (computerised tomography). 2014. Available from: https://www.macmillan.org.uk/information-and-support/diagnosing/how-cancers-are-diagnosed/tests-and-scans/ct-scan.html. Last accessed August 2019.
  3. Guy’s and St Thomas’ NHS Foundation Trust. Having a CT scan. 2017. Available from: https://www.guysandstthomas.nhs.uk/resources/patient-information/radiology/ct-scan.pdf. Last accessed August 2019.
  4. Guy’s and St Thomas’ NHS Foundation Trust. Having an MRI scan. 2017. Available from: https://www.guysandstthomas.nhs.uk/resources/patient-information/radiology/having-an-mri-scan.pdf. Last accessed August 2019.
  5. Macmillan Cancer Support. MRI scan. 2014. Available from: https://www.macmillan.org.uk/information-and-support/diagnosing/how-cancers-are-diagnosed/tests-and-scans/mri-scan.html. Last accessed August 2019.
  6. National Health Service. PET scan. 2018. Available from: https://www.nhs.uk/conditions/pet-scan/. Last accessed August 2019.
  7. Guy’s and St Thomas’ NHS Foundation Trust. PET/CT scanning - information for patients. Available from: https://www.guysandstthomas.nhs.uk/our-services/pet-imaging/patients.aspx. Last accessed August 2019.
  8. Cancer Research UK. Bone scan. 2018. Available from: https://www.cancerresearchuk.org/about-cancer/cancer-in-general/tests/bone-scan. Last accessed August 2019.
  9. Cancer Research UK. Ultrasound Scan. 2015. Available from: https://www.cancerresearchuk.org/about-cancer/cancer-in-general/tests/ultrasound-scan. Last accessed August 2019.
  10. Cancer Research UK. Endoscopy. 2015. Available from: https://www.cancerresearchuk.org/about-cancer/cancer-in-general/tests/endoscopy. Last accessed August 2019.